A Casa Amarela recebe professores e artistas para oficinas semanais e mensais.

Não só grafite como também lambe-lambe, pintura, desenho, ilustração e artes plásticas e outras oficinas de arte muito inventivas, as crianças desenvolvem sua criatividade e imaginação. Outros artistas e professores de todo Brasil, ocasionalmente, visitam e compartilham seus talentos e experiências com as crianças, jovens e adultos.

Estamos muito agradecidos pela presença de todos eles, e pela orientação no desenvolvimento da nossa juventude. É uma experiência de aprendizado diária que as crianças compartilham juntas com artistas locais ou internacionais, quem trazem alegria na Casa Amarela.

Conheçam um pouco mais deles com as descrições abaixo:

Alberto Pereira - Arte e Lambe Lambe   Alberto Pereira é artista de rua nascido no Rio de Janeiro e criado entre Niterói, Rio de Janeiro, Brasília e Angra dos Reis. Cria imagens a partir de imagens. Cria textos. Explora contextos. Ressignifica. Às vezes até inverter, torcer até que a própria coisa se torne outra. E nesse jogo de coisas, a busca é por tocar a mente e o coração de quem vê, pra que esse tanto de coisa, vire um pouco de sentimento.

Alberto Pereira - Arte e Lambe Lambe

Alberto Pereira é artista de rua nascido no Rio de Janeiro e criado entre Niterói, Rio de Janeiro, Brasília e Angra dos Reis. Cria imagens a partir de imagens. Cria textos. Explora contextos. Ressignifica. Às vezes até inverter, torcer até que a própria coisa se torne outra. E nesse jogo de coisas, a busca é por tocar a mente e o coração de quem vê, pra que esse tanto de coisa, vire um pouco de sentimento.

Cazé - Arte e Illustração   Fernando Sawaya (Cazé), artista multimídia com forte atuação no cenário urbano do Rio de Janeiro. Usa a rua como suporte há 15 anos. Designer por formação e a artista por vocação, ministra aulas e ativa projetos com âmbitos sócio culturais.

Cazé - Arte e Illustração

Fernando Sawaya (Cazé), artista multimídia com forte atuação no cenário urbano do Rio de Janeiro. Usa a rua como suporte há 15 anos. Designer por formação e a artista por vocação, ministra aulas e ativa projetos com âmbitos sócio culturais.

Ernane Ferreira - Dança Afro   Natural de Belo Horizonte .Estudou teatro no núcleo de Estudos Teatrais e posteriormente seguiu sua inclinação a dança, estudou contemporâneo, flamenco e se dedicou a e ainda se dedica a aprender e repassar danças populares em especial as de matrizes africanas por força de chamado ancestral. Discípulo de Evandro Passos e Carlos Afro trabalhou com os dois mestres em espetáculos de afro brasileiro e afro contemporâneo. Em meu trabalho vivo essencialmente minha corporeidade e busco fortalecer a empatia das pessoas com a proposta.

Ernane Ferreira - Dança Afro

Natural de Belo Horizonte .Estudou teatro no núcleo de Estudos Teatrais e posteriormente seguiu sua inclinação a dança, estudou contemporâneo, flamenco e se dedicou a e ainda se dedica a aprender e repassar danças populares em especial as de matrizes africanas por força de chamado ancestral. Discípulo de Evandro Passos e Carlos Afro trabalhou com os dois mestres em espetáculos de afro brasileiro e afro contemporâneo. Em meu trabalho vivo essencialmente minha corporeidade e busco fortalecer a empatia das pessoas com a proposta.

Alessandra Roque - Jardinagem   Alessandra Alves Roque. Raizeira, mateira, Fitoterapeuta, terapeuta. Com projetos ambientais voltados a população da Providência.

Alessandra Roque - Jardinagem

Alessandra Alves Roque. Raizeira, mateira, Fitoterapeuta, terapeuta. Com projetos ambientais voltados a população da Providência.

 
Ricardo da Cunha Correia - Arte   Através da arte eu conheci a Casa Amarela, através da Casa Amarela eu me conheci. Comecei captando projetos e parceiros para a Casa Amarela, até o belo dia que decidi que poderia fazer mais pelo mundo, nem que seja o mundo de uma pessoa. Dou aulas particulares de pintura e desenho para o Kauê! Tentando auxiliar também na arte de viver.

Ricardo da Cunha Correia - Arte

Através da arte eu conheci a Casa Amarela, através da Casa Amarela eu me conheci. Comecei captando projetos e parceiros para a Casa Amarela, até o belo dia que decidi que poderia fazer mais pelo mundo, nem que seja o mundo de uma pessoa. Dou aulas particulares de pintura e desenho para o Kauê! Tentando auxiliar também na arte de viver.

D'Artagnan - Parkour   21 anos, atleta de parkour a 6 anos e um amante do corpo em movimento. O parkour é a arte da desconstrução de conceito, creio que para a vida essa é uma incrível habilidade a ser desenvolvida.

D'Artagnan - Parkour

21 anos, atleta de parkour a 6 anos e um amante do corpo em movimento. O parkour é a arte da desconstrução de conceito, creio que para a vida essa é uma incrível habilidade a ser desenvolvida.

Juliana Melo de Efeito Urbano- Dança Hip-hop e Break   29 anos. Dançarina há 15 anos, é diretora artística da cia. De dança Grupo efeito urbano desde 2011. É coordenadora e professora de dança no projeto hip hop feito o efeito. É sócia fundadora do Instituto Efeito urbano.

Juliana Melo de Efeito Urbano- Dança Hip-hop e Break

29 anos. Dançarina há 15 anos, é diretora artística da cia. De dança Grupo efeito urbano desde 2011. É coordenadora e professora de dança no projeto hip hop feito o efeito. É sócia fundadora do Instituto Efeito urbano.

 
Gabriela Laatsch - Aquarela   Artista com foco em aquarela, muralismo e estamparia. Artesã, desenvolve produtos autorais e cria identidade para marcas e empresas. Cursa licenciatura em artes visuais. É mestre em Reiki e formada em Meditaçãopelo Yogananda Institute.

Gabriela Laatsch - Aquarela

Artista com foco em aquarela, muralismo e estamparia. Artesã, desenvolve produtos autorais e cria identidade para marcas e empresas. Cursa licenciatura em artes visuais. É mestre em Reiki e formada em Meditaçãopelo Yogananda Institute.

Amélie - Francês   Amélie é francesa e chegou no Rio fazem 7 anos. Ela se apaixonou pela cidade do Rio e as diversidades que tem aqui. Aprendeu a falar português durante seus primeiros meses aqui e ela queria compartilhar o prazer de poder se comunicar com varias línguas.

Amélie - Francês

Amélie é francesa e chegou no Rio fazem 7 anos. Ela se apaixonou pela cidade do Rio e as diversidades que tem aqui. Aprendeu a falar português durante seus primeiros meses aqui e ela queria compartilhar o prazer de poder se comunicar com varias línguas.

Talita Milanez - Arte Terapia   Como arteterapeuta, busco desenvolver terapeuticamente através da exploração das diversas linguagens da arte, a reconexão do indivíduo com ele mesmo, associada a sua produção artística, que por se tratar de uma expressão não verbal, favorece a comunicação de aspectos dos quais não somos conscientes. Esse processo objetiva o autoconhecimento, provendo ao indíviduo ferramentas que o potencializarão não só individualmente mas também coletivamente, a medida que o aproxima sua consciência sobre si mesmo.

Talita Milanez - Arte Terapia

Como arteterapeuta, busco desenvolver terapeuticamente através da exploração das diversas linguagens da arte, a reconexão do indivíduo com ele mesmo, associada a sua produção artística, que por se tratar de uma expressão não verbal, favorece a comunicação de aspectos dos quais não somos conscientes. Esse processo objetiva o autoconhecimento, provendo ao indíviduo ferramentas que o potencializarão não só individualmente mas também coletivamente, a medida que o aproxima sua consciência sobre si mesmo.

Joscelia Gonsalves dos Santos, Pedagoga e Educadora Infantil   Formada pela Unisuam, atua como professora de educação infantil na rede pública municipal de ensino. Moradora do Morro da Providência. O foco principal do meu trabalho na Casa Amarela é tentar melhorar o processo de aprendizagem dos pequenos através do reforço escolar. A intenção é potencializar as aprendizagens por meia das brincadeiras de forma lúdica interativa.

Joscelia Gonsalves dos Santos, Pedagoga e Educadora Infantil

Formada pela Unisuam, atua como professora de educação infantil na rede pública municipal de ensino. Moradora do Morro da Providência. O foco principal do meu trabalho na Casa Amarela é tentar melhorar o processo de aprendizagem dos pequenos através do reforço escolar. A intenção é potencializar as aprendizagens por meia das brincadeiras de forma lúdica interativa.

Erivan Feitosa - Boxe   Tenho 24 anos. Nascido e criado no Morro da Providência, sou professor e atleta de boxe, atualmente dando aula para cerca de 100 crianças.  O que mais me motivou a dar aula na Casa Amarela foi que me enxergo no meio dessas crianças. Eu também fui um deles, cresci vendo e enfrentando os mesmos problemas que eles. No meio da violência, drogas e preconceitos, consegui enxergar outra saída através do esporte e é isso que eu quero mostrar para essas crianças da Casa Amarela, que nós do Morro temos outros caminhos a serem trilhados, que vão muito além dos becos e ruas da comunidade.

Erivan Feitosa - Boxe

Tenho 24 anos. Nascido e criado no Morro da Providência, sou professor e atleta de boxe, atualmente dando aula para cerca de 100 crianças.

O que mais me motivou a dar aula na Casa Amarela foi que me enxergo no meio dessas crianças. Eu também fui um deles, cresci vendo e enfrentando os mesmos problemas que eles. No meio da violência, drogas e preconceitos, consegui enxergar outra saída através do esporte e é isso que eu quero mostrar para essas crianças da Casa Amarela, que nós do Morro temos outros caminhos a serem trilhados, que vão muito além dos becos e ruas da comunidade.

Guilherme Kid - Arte Afro   Guilherme Cunha dos Santos Pereira, conhecido como Kid ou Guilherme kid, tem 26 anos e é carioca, nascido e criado em Realengo, zona oeste. Conheceu o graffiti em 2010 e desde então usa a rua como sua principal superfície. Sua arte retrata aspectos pessoas, a realidade da qual vive e o universo negro, citando o social, cultural, cotidiano. Também é ilustrador, pintor e atua como educador social realizando oficinas voltadas a ilustração e pintura.

Guilherme Kid - Arte Afro

Guilherme Cunha dos Santos Pereira, conhecido como Kid ou Guilherme kid, tem 26 anos e é carioca, nascido e criado em Realengo, zona oeste. Conheceu o graffiti em 2010 e desde então usa a rua como sua principal superfície. Sua arte retrata aspectos pessoas, a realidade da qual vive e o universo negro, citando o social, cultural, cotidiano. Também é ilustrador, pintor e atua como educador social realizando oficinas voltadas a ilustração e pintura.

Rafa Doria - Arte Prática   Artista prático. Esta foi a denominação que Rafael Doria encontrou para resumir suas múltiplas atividades de ilustrador, designer, artista plástico, cenógrafo, grafiteiro e professor. Sua paixão pelo Rio e a observação do cotidiano da cidade está presente em seu trabalho, seja no conteúdo das imagens ou subjetivamente no encontro doce de linhas e curvas. Flicker.com/ilustradoria

Rafa Doria - Arte Prática

Artista prático. Esta foi a denominação que Rafael Doria encontrou para resumir suas múltiplas atividades de ilustrador, designer, artista plástico, cenógrafo, grafiteiro e professor. Sua paixão pelo Rio e a observação do cotidiano da cidade está presente em seu trabalho, seja no conteúdo das imagens ou subjetivamente no encontro doce de linhas e curvas. Flicker.com/ilustradoria

Cíntia Sant'Anna do Bando Teatro Favela group - Teatro   Cíntia Sant'Anna, atriz formada pela Escola Técnica de Teatro Martins Penna e pelo grupo de teatro Tá Na Rua. Produtora cultural,fundadora do projeto Entre o Céu e a Favela e sócia na associação Colombina Realizações.

Cíntia Sant'Anna do Bando Teatro Favela group - Teatro

Cíntia Sant'Anna, atriz formada pela Escola Técnica de Teatro Martins Penna e pelo grupo de teatro Tá Na Rua. Produtora cultural,fundadora do projeto Entre o Céu e a Favela e sócia na associação Colombina Realizações.

Aninha, Bia, Fernanda, Stefany, Suzana, Bela e Lu - Yoga   Elas são 7 alunas dedicadas na disciplina do yoga. Por isso decidiram se tornar professoras. Todas formadas pelo Shiva Shankara Centro de Yoga e Vedanta, com os professores Charles e Ananda. Acreditam e conduzem suas aulas alinhadas ao respeito e tradição. Cheias de amor pela prática ensinam hatha yoga sem deixar de incluir exercícios de respiração e meditação, tão fundamentais quanto as posturas.

Aninha, Bia, Fernanda, Stefany, Suzana, Bela e Lu - Yoga

Elas são 7 alunas dedicadas na disciplina do yoga. Por isso decidiram se tornar professoras. Todas formadas pelo Shiva Shankara Centro de Yoga e Vedanta, com os professores Charles e Ananda. Acreditam e conduzem suas aulas alinhadas ao respeito e tradição. Cheias de amor pela prática ensinam hatha yoga sem deixar de incluir exercícios de respiração e meditação, tão fundamentais quanto as posturas.

Daniel Shadow - Rap   Meu nome é Daniel Shadow, sou carioca, MC, produtor musical e trabalho há mais de 10 anos com Rap. Em 2007 fundei o Cartel MCs e produzi dois álbuns do grupo. Em 2010 fundei a gravadora independente Tudubom Records, produzi meu primeiro disco solo e dois álbuns do artista Filipe Ret. Na casa amarela, procuro passar pras crianças um pouco da minha experiência como MC e estimular a criatividade delas através de brincadeiras e jogos de palavras.

Daniel Shadow - Rap

Meu nome é Daniel Shadow, sou carioca, MC, produtor musical e trabalho há mais de 10 anos com Rap. Em 2007 fundei o Cartel MCs e produzi dois álbuns do grupo. Em 2010 fundei a gravadora independente Tudubom Records, produzi meu primeiro disco solo e dois álbuns do artista Filipe Ret. Na casa amarela, procuro passar pras crianças um pouco da minha experiência como MC e estimular a criatividade delas através de brincadeiras e jogos de palavras.

Orquestra de Rua - Gilbert, Juliane, Glaucia, Lucas and Jessica   Somos a Orquestra de Rua, grupo formado por cinco jovens moradores de favelas da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente cinco de nossos integrantes estão regulamente matriculados nos cursos de música em universidades públicas – UFRJ e UNIRIO - Nosso objetivo é tocar pela democratização da música erudita haja vista que geralmente os moradores de favelas não têm acesso ao repertório e aos instrumentos clássicos. O Grupo procura resgatar a tradição musical das periferias sob um enfoque inovador. Assim, o tradicional dialoga, de forma harmônica, com o clássico e o popular a partir de arranjos coerentes e atuais.

Orquestra de Rua - Gilbert, Juliane, Glaucia, Lucas and Jessica

Somos a Orquestra de Rua, grupo formado por cinco jovens moradores de favelas da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente cinco de nossos integrantes estão regulamente matriculados nos cursos de música em universidades públicas – UFRJ e UNIRIO - Nosso objetivo é tocar pela democratização da música erudita haja vista que geralmente os moradores de favelas não têm acesso ao repertório e aos instrumentos clássicos. O Grupo procura resgatar a tradição musical das periferias sob um enfoque inovador. Assim, o tradicional dialoga, de forma harmônica, com o clássico e o popular a partir de arranjos coerentes e atuais.